Receitinha: Costela com Barbecue do Outback <3

Sexta-feira, bem-vinda!!

Hoje é dia de falar de comida (ô coisa boa!) e nada melhor numa sexta-feira do que uma costela com barbecue – e batata, e risotto, e cerveja, hmmmm. Para quem já foi no Restaurante Outback Steakhouse, sabe a delícia que é a costela que eles servem: a famosa Ribs on the Barbie. Quando você pede este prato, você pode optar pelo molho agridoce ou o barbecue. Eu e o Pedro sempre quisemos reproduzir essa belezinha em casa, até tentamos algumas vezes, mas não ficava exatamente igual. Mas a busca foi incessante, até que achamos uma receita ótima (bem demoradinha, mas vale a pena). Se liga:

Receitinha: Costela com Barbecue do Outback

Você vai precisar de:

Costela e Tempero Dry Hub:

– Costelinha de porco (uns 2kg tá bom, mas não dá pra um batalhão de gente, rsrs);
– 1 colher de sopa de mostarda;
– 1 xícara de açúcar refinado branco;
– 1 xícara de açúcar mascavo;
– 3 colheres de sopa de páprica picante;
– 3 colheres de sopa de sal;
– 1 colher de chá rasa de pimenta;
– 1 colher de sopa de pimenta síria (essa nunca achamos, e tudo bem!);
– 2 colheres de sopa de alho em pó (a gente pica);
– 1 colher de sopa de cebola (a gente pica também, rs).

Molho Barbecue:

– 1 colher de sopa de óleo;
– 2 colheres de sopa de cebola picada;
– 1/2 xícara de açúcar mascavo;
– 1/2 xícara de vinagre branco;
– 2 colheres de sopa de molho inglês;
– 2 xícaras de catchup;
– 1 folha de louro;
– 1 colher de sopa de chilli em pó (a gente usa pimenta dedo de moça);
– 1/2 xícara de chá de água
– Sal e pimenta do reino a gosto.

Ufa. Pouquinha coisa, né? Rsrs. E como fazer? Pegue a costela, com os ossos para baixo e faça cortes superficiais na carne (para o molho pegar bem) e pincele a mostarda em toda a costela, inclusive na parte de baixo. Misture todos os ingredientes do Molho Dry Hub e pincele, também, na carne inteira. Nessa parte, abuse bem para a costela ficar bem suculenta. Após isso, despeje o açúcar mascavo, do Dry Hub, na costela e embrulhe-a com duas folhas de papel alumínio e coloque no forno (fogo baixo) com os ossos virados para baixo. Aí, meu amigo, entra a sua paciência. A costela deve ficar cozinhando, em média, por 2 horas e meia. Quando estiver próximo do tempo de retirada da costela, comece a fazer o Barbecue. Derreta o açúcar mascavo em óleo quente, adicione o vinagre branco e mexa até ficar uma mistura homogênea. Depois adicione todos os outros ingredientes e deixe cozinhar um pouco. Para passar o molho na costela, você pode coá-lo antes, mas a gente não faz isso e fica bem gostoso. Fica a seu critério. Retire a costela do forno e pincele o molho barbecue em toda a extensão da costela: abuse! Volte um pouco da costela com o barbecue para o forno (bem pouquinho mesmo), só para cozinhar com todos os ingredientes. E sirva! x)

Combina super com um risotto de gorgonzola com aspargos ou com algumas batatas coradas. E ah, uma cerveja também cai muito bem! É uma receita demorada, então é bom fazer quando você está com bastante tempo, e bem tranquilo. Mas vale super a pena!

costelinha-outback

 

E aí, o que achou da receita? Me conte aí embaixo!

Besitos, bom final de semana!

Anúncios

Vinho na Decoração – Deguste!

Vinho é tudo de bom, né gente? Ainda mais nesse tempinho frio que amanheceu em São Paulo, hoje!

Já pensaram em decorar a casa com esse tema? Você pode reutilizar as rolhas e as garrafas com várias ideias bacanas e criativas e, é lógico, criar uma adega (climatizada ou não) para dar um clima rústico e bem romântico na sua casa. Eu acho demais, fica muito elegante e você sempre tem um vinho por perto, o que também não é de todo mal, rsrs.

Olha só quantas ideias legais:

wine

1c5d718d80ddc788fec48b2b110b9466

wine2

wineadega

wine3

Garimpei essas imagens no Pinterest e no site Casa Aberta, que por sinal, é um catálogo de boas dicas de decoração. Já visitaram? Vale sempre muito a pena! Espero botar alguma ideia dessas em prática!

Eu vou tomar um vinho hoje, e vocês? Têm algum preferido? Me conta aí!

Beijinhos e até a próxima! x)

Falando Sobre: Gilmore Girls

Bom dia, galere!

Na semana passada bateu aquela saudade de uma série que eu via na minha adolescência: Gilmore Girls. Baixei a primeira temporada inteira e voltei a assistir. E gente, que série linda, sensível, maravilhosa! Lembro que gostava muito quando era mais nova, mas hoje, um pouquinho mais madura, gostei ainda mais. Sou filha única de pais separados, como a Rory, filha da Lorelai na série, e entendo e me vejo muito na relação das duas de mãe e filha. Há uma cena em que a Lorelai diz para a sua mãeMãe, antes de sermos mãe e filha, eu e Rory somos melhores amigas.” E isso é a mais pura verdade. Ser filha única, morando só com a sua mãe, te faz ter uma grande e eterna melhor amiga, e com todos os prós e contras dessa relação: Ter sempre alguém para você contar suas novidades, para chorar no ombro as dores da vida, comer pizza assistindo filme, de brigar, chorar, virar a cara e não aguentar ficar sem falar uma com a outra, e logo fazer as pazes. Sabe, às vezes você é filha, mas às vezes faz papel de mãe. Assistia com a minha mãe Gilmore Girls, e como amanhã é aniversário da minha mãe e melhor amiga, esse post é para ela! ♥

Você já viu Gilmore Girls? (Tristemente entitulado “Tal Mãe, Tal Filha” No SBT?) Vem ver:

gilmore-girls

Gilmore Girls é um série de comédia/drama criada por Amy Sherman-Palladino, exibida no Brasil pelo Warner Channel, e teve 7 temporadas, de 2000 a 2007. Gilmore Girls conta a história do cotidiano da mãe solteira Lorelai Gilmore (Lauren Graham) e sua filha “Rory” Gilmore (Alexis Bledel), que vivem na pequena (e fictícia) cidade de Stars Hollow, em Connecticut. A série conta com muitos personagens peculiares como Sookie, Luke, Lane, Kirk, Michel, os pais de Lorelai, Emily e Richard, Christopher, Paris, entre muitos outros! A série explora diversos assuntos como família, amizades, conflitos geracionais e classes sociais. A série foi cancelada em 2007 e deixou muitas saudades!

A fotografia da série é linda (quero morar em Stars Hollow), os diálogos são rápidos, cheios de sarcasmo, mas também cheior de ternura, amor, carinho. É lindo, e não é só para meninas! É maduro e muito sensível. Tô muito feliz de assistir de novo, ainda comprarei o box de todas as temporadas.

E você, já assistiu? O que achou?

P.S.: Mãe, te amo! Obrigada por ser minha grande e melhor amiga! 

Beijos!

Gavetas na parede

Bom dia! x)

Desde que alugamos o apartamento (já faz 1 ano e meio), eu e o Pedro estamos sempre mudando alguma coisa, pintando uma parede, colocando quadros, e outras cositas más. Quando tinha o meu quarto de solteira, na mudança, acabei trazendo bastante coisa do quarto antigo: prateleiras para os livros e umas gavetas que eram do meu antigo guarda-roupa. Vai que um dia a gente precisasse, né? Rsrs

E não é que usamos? Vimos essa referência em alguns sites de DIY e decoração e achamos super bacana. Botamos em prática! Colocamos as gavetas em um corredor, e deixamos de uma forma assimétrica, quase que em forma de “escadinha”. Não retiramos o puxador nem pintamos novamente, do jeito que estava, utilizamos. E ficou bem legal, ótimo para colocar alguns itens de decoração. Em uma simples e rápida reutilização de algo que tínhamos guardado, mudamos totalmente o ambiente.

gavetas

Reutilize sempre o que você tem em casa. Às vezes, um simples movelzinho tem um potencial incrível para dar um toque especial na sua decoração, além de ficar super personalizado e único.

E aí, o que achou? Você faria?

Beijos e até a próxima!

Gostei de um apartamento na planta – E agora?

Bom dia, segunda-feira! Bom dia, povo!

Hoje vim falar um pouco de como se dá o processo inicial para a compra de um apartamento na planta. Normalmente acontece assim: você vê um anúncio de um apartamento e se apaixona. Vai até o Stand de Vendas e conversa com um corretor (que você pode ter marcado antes, por telefone ou email, ou não), visita o apartamento decorado para dar ainda mais vontade de comprá-lo (rsrs) e conversa com ele.

Nessa primeira conversa, como nem você nem o corretor sabem os valores exatos de entrada e condições de financiamento, faz-se apenas uma simulação do que poderia ser a compra do empreendimento. Eles questionam quanto é a renda mensal da família, quanto vocês tem de FGTS, entrada e tudo mais, apenas para consulta. Gostou da proposta? Você pode, já nesse primeiro encontro, preencher um formulário com várias informações sobre você, seus ganhos e gastos mensais, dados pessoais, entre outros. Depois, você se compromete a mandar digitalizado vários documentos, para verificarem se nas suas condições, a compra do apartamento seria aprovada. Quais documentos são esses?

– RG e CPF;

– Comprovante de residência;

– Certidão de nascimento (ou casamento);

– Extrato completo do FGTS;

– Última declaração de Imposto de Renda (todas as folhas);

– Todas as folhas com anotações da sua Carteira de Trabalho;

– 3 últimos holerites para comprovação de renda. Se você for autônomo, normalmente é solicitado um extrato bancário dos últimos 6 meses da sua conta, para verificar se você tem condições de pagar os valores devidos.

♦ Importante ressaltar que nenhum dos compradores pode ter restrição no CPF junto ao SPC ou Serasa!

Para mais informações, acesse o site da Caixa Econômica Federal.

Então já sabe, gostou de algum apartamento que está sendo lançado, ou pretende comprar algum outro imóvel, já tenha todos os documentos em mãos, avalie se realmente é um bom negócio e, se for, aproveite! Semana que vem conto um pouco mais sobre o INCC, que incide mensalmente nas parcelas que você paga para a corretora no período de construção do imóvel!

O que acharam? Já compraram apartamento na planta? Compartilha comigo!

Beijos! x)