Dicas de Ilhabela

Semana passada, eu e o Pedro viajamos para Ilhabela, ficamos pouquinho lá, mas já dá para contar um pouco da cidade, e dar algumas dicas valiosas para que vocês aproveitem, como nós, ou fujam das enrascadas (como não fizemos, haha). Divulguei um post no Facebook e no Instagram para as pessoas nos darem dicas e sugestões do que fazer lá, e a dica campeã, dada pela Jéssica Schneider e pela Susana Piñol foi: USE REPELENTE, O DIA TODO, PRA SEMPRE. E gente, não e que foi uma dica valiosa? Passei o maldito o dia inteiro e, mesmo assim, voltei pra casa com umas boas picadas e com o meu pé parecendo uma batata, de tão inchado. Obrigada, meninas, sem o repelente, voltaria uma batata inteira! Outra dica foi a da Marcela Abila, que nos sugeriu conhecer a Cachoeira dos Tombos. Infelizmente não conseguimos porque estávamos hospedados na Praia do Curral e sem carro. Ficamos meio isolados, e em baixa temporada, sem carro não se faz nada por lá. Fuén! x( A Susana também nos indicou conhecer a Praia Castelhanos, mãs, pelo menos motivo, não conseguimos. Então, bora lá para as nossas dicas:

Praia do Curral

Praia: Que praia maravilhosa! Ótima para banho e uma das praias mais bonitas de Ilhabela. Dá para passar o dia todo lá, só contemplando aquele mar azul maravilhoso. Não há muitos quiosques de comida na praia, mas o que têm, são suficientes. Servem-se porções e são bem salgadinhas (sobre $). Comemos uma porção de iscas de badejo ($ 51) e tomamos Heineken 600 ml ($12). Então, faça as contas. Os quiosques fecham (todos) umas 17h30, 18h, no máximo. Depois disso, só mar.

DSCF6461

DSCF6470

DSCF6410

DSCF6404

Hospedagem: Ficamos hospedados na pousada Suites da Benê. É uma pousada bem pequenininha, e que ainda está em reforma. É aconchegante, e as pessoas são bem solícitas, mas não indico. Explico: o quarto é bem bacana, suficiente para dormir. O problema é que não oferecem alimentação (nem café da manhã). Isso pode atrapalhar um pouco se você, como nós, for à Ilhabela sem carro. Não há padaria ou mercado próximo, então dificulta muito no quesito alimentação. Eles oferecem uma cozinha compartilhada, e você pode cozinhar por lá. Compramos o pacote pelo Hotel Urbano, então é só dar uma busca por lá.

Alimentação: Alimentação, em si, em Ilhabela, já tem um preço salgado. Piora um pouco na Praia do Curral. Os preços dos quiosques eu já comentei, o grande problema que encontramos foi uma opção de alimentação após o horário de fechamento dos quiosques (que é bem cedo, por sinal). Não há restaurante na Praia do Curral, quiçá uma lanchonetezinha bacana que funcione a noite. Penso que, talvez, é porque fomos em baixa temporada e eles não investem no turismo nessa época. Então, para achar algum lugar aberto a noite, tivemos que andar uns 20 minutos pela estrada para encontrar um bar. É, é isso.

Lazer: O lazer, na Praia do Curral, está baseado na praia. Não há muito o que fazer fora dela. Fomos conhecer uma cachoeira que fica na comunidade, e é bem gostosa para banho, mas não tem queda. Basta perguntar para algum morador que eles indicam, sem problemas, como chegar por lá. Na praia você tem a opção de nadar (claro, né) ou praticar esportes como Stand Up Paddle e caiaque. O Pedro fez Stand Up Paddle e o aluguel da prancha, por meia hora, foi de $30. E ah, lembre-se: não há ondas nas praias de Ilhabela (o que é amor).

DSCF6418

DSCF6500

Praia do Perequê

Outra praia que visitamos em Ilhabela foi a Praia do Perequê. Infelizmente, apenas por um dia. Se pudesse ter escolhido, iria para a Praia do Perequê e ficar hospedada. Lá é praticamente o centro de Ilhabela e é onde as coisas acontecem: há agências de turismo preparadas para te levar para passeios de escuna, conhecer outras praias, fazer mergulho, entre outros. Almoçamos no restaurante Pimenta de Cheiro, é lindo e com vista para o mar. Comemos uma casquinha de siri maravilhosa ($16 e dá pra duas pessoas tranquilamente), um filé mignon à gorngonzola igualmente delicioso, e dá para duas pessoas também ($33) e tomamos cerveja. Vale muito apena pela comida, pela vista e pelos funcionários, que têm um excelente atendimento!

DSCF6659

Por fim, alguns aprendizados e lembretes:

» Se for para Ilhabela, vá de carro. Se não for, fique no centro;
» Leve dinheiro em espécie (há somente um Banco Bradesco e um Banco do Brasil no centro da cidade, em outras praias não há mais!);
» Leve repelente, abuse do repelente, ame o repelente.

DSCF6608

DSCF6584

DSCF6617

DSCF6551

E você, já foi pra Ilhabela? Comente sua experiência aí! Beijos!

Anúncios

2 comentários sobre “Dicas de Ilhabela

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s