5 Adaptações Incríveis de Shakespeare para o Cinema

Todo mundo que me conhece, sabe que eu amo Shakespeare. Desde a época do colégio, nas aulas de teatro e de literatura, me encanto pelos sonetos e contos shakesperianos. A obra de Shakespeare é tão vasta e rica que, mesmo as tendo escritas em meados dos anos 1500, faz com que o GÊNIO seja considerado o maior dramaturgo do mundo. Sempre amei ler os sonetos de amor e as tragédias do autor, principalmente quando o livro que estou lendo é escrito e dividido em atos, como se fosse uma peça de teatro, mesmo. ♥ Meus textos preferidos são, óbvio, Romeu e Julieta e Otelo, o Mouro de Veneza, que fazem parte da coletânea trágica de Shakespeare. Gente, que textos lindos, profundos e completos. Mas nem só de choro viveu Shakespeare, que também escreveu suas comédias, como Sonhos de Uma Noite de Verão, Muito Barulho por Nada, Como Gostais, e por aí vai. Shakespeare me lembra, especificamente, dos meus 14 anos (dez anos atrás, DEZ ANOS ATRÁS, eu disse. tô velha) e das aulas de teatro e de inglês da escola. Lembro das peças de Romeu e Julieta, das adaptações, e dos inúmeros livros em inglês que líamos do autor (saudades, Fran – o melhor professor de inglês EVER). Que época boa. E foi nessa época que aprendi a amar e a respeitar muito a vida e a obra de William Shakespeare. Muitos filmes foram lançados em homenagem às suas obras, uns bons, outros nem tanto. Mas têm 5 filmes, em especial, que me marcaram muito e que são maravilhosos. Provavelmente você já deve ter visto, pelo menos, algum deles. Mas não custa compartilhar, né? Vamos ver?

Romeu e Julieta (1968)

black-and-white-romeo-and-juliet-1968-7058643-2133-1628

Vi este filme, pela primeira vez, em 1998 (no auge dos meus 8 anos), na aula de teatro no projeto social em que minha mãe é coordenadora. Assistimos esse filme, pois íamos fazer uma peça adaptada de Romeu e Julieta, chamada: “Sport Club Romeu x Sport Club Julieta. E adivinha quem foi a dita cuja? Isso mesmo, EUZINHA! 🙂 Já da pra perceber que desde cedo Shakespeare me acompanha, né? Rsrs. Mas deixando isso para lá, este filme foi dirigido por Franco Zeffirelli, e foi filmado todo na Itália. É um filme muito fiel à obra de Shakespeare, sem adaptações ou releituras. O inglês é o arcaico, da mesma forma com que escreveu o autor. Preciso contar a história? Bom, trata-se do amor proibido de Romeu e Julieta, que pertenciam à famílias rivais (Caputelos e Montechios). Foi indicado ao Oscar de melhor filme, ganhou Globo de Ouro, Bafta e outros prêmios. Vale muito a pena para quem quer conhecer a obra e, de quebra, ver excelentes atuações e um cinema sem tantos efeitos especiais.

Romeu + Julieta (1996)

Romeo_And_Julia_still_04

Esse filme assisti com a minha prima Lívia. A gente amava Leonardo Dicaprio, estávamos na vibe Titanic e, acho, por isso assistimos este filme. Ele é uma adaptação da tragédia de Shakespeare para os tempos contemporâneos, então vemos armas de fogo ao invés de espadas, roupas mais atuais e outras coisas. Mas o bacana é que mesmo que esteticamente o filme se passe na contemporaneidade, a linguagem continua sendo do inglês arcaico, para não perder as origens de Romeu e Julieta. É incrível, um filme que te faz chorar largado e, mesmo já sabendo o final, você fica torcendo o tempo todo para mudar. Mas não, não muda. 😦 O filme foi dirigido por Baz Luhrmann e você consegue notar muito da sua assinatura no filme (o mesmo cara que dirigiu Moulin Rouge, um dos filmes da minha vida). Vale a pena ver o filme, é uma adaptação linda. Leo Dicaprio e Claire Danes (a Julieta) têm A química.

Shakespeare Apaixonado (1998)

shakespeare-in-love2

Shakespeare Apaixonado, diferente dos outros filmes, não é apenas uma adaptação de uma obra específica de Shakespeare, é a história da vida do autor (ficção, claro) e que mistura Noite de Reis, Romeu e Julieta e até recita uns sonetos vez ou outra. Para quem gosta e conhece as obras do autor, é muito bacana ver o tanto de referência no filme. E gente, o Shakespeare é interpretado por Joseph Fiennes (aka o lindo e tudo de bom Capitão Hook de Once Upon a Time). Além disso, o filme rendeu o prêmio de melhor filme no Oscar e de melhor atriz para Gwyneth Paltrow. É lindo, assisto absolutamente todas as vezes em que estiver passando na televisão. O filme foi dirigido por John Madden, que também lhe rendeu uma indicação ao Oscar. Vale a pena assistir pela 1) história; 2) atores incríveis, que além dos citados têm Judi Dench, Colin Firth, Ben Affleck, entre outros; 3) pelo figurino, pelos diálogos. É puro amor

10 Coisas que Eu Odeio em Você (1999)

tudo

Esse é um dos filmes da minha vida! Assisti a primeira vez quando criança e amei! É uma adaptação da comédia de Shakespeare “A Megera Domada”, e conta a história de Cameron (o super maravilhoso Joseph Gordon-Levitt), que, no primeiro dia de aula se apaixona por Bianca, aquelas meninas populares patricinhas do colégio. Mas ela só poderá sair com rapazes até que Kat (Julia Stiles), sua irmã mais velha, arrume um namorado. O problema é que ela não é do tipo de menina bobinha, ela tem atitude, é geniosa e feminista, ou seja, precisa de um cara responsa do lado. E ela nunca foi muito de procurar um namorado. Mas Cameron, então, negocia com o único garoto que talvez consiga sair com Kat, Patrick (RIP Heath Ledger :(). O filme é demais! A trilha sonora é incrível, tanto que tive que comprar o CD (sim, CD) do filme. Era viciada, ouvia o dia inteiro, é daquele tipo de música de banda de rock feminina, sabe? Demais! Vale a pena pelos atores, que são super queridinhos hoje em dia, pela história (que é demais) e pela releitura de um conto shakesperiano de uma forma tão contemporânea e leve. O filme, quando foi lançado, foi uma surpresa para a equipe, pois foi um sucesso inesperado! Demais! E o poema do final? Vai dizer que você já não mandou para aquele(a) namorado(a)?

Jogo de Intrigas (2001)

mekhi-phifer-nel-film-o-come-otello-111879 (1)

Este filme, também estrelado por Julia Stiles, é uma adaptação da tragédia Otelo, o Mouro de Veneza.  O longa baseia-se na história de Odin (que é Otelo, na real), estrela do time de basquete e da escola e único estudante afro-americano, e de sua namorada, Desi (Julia Stiles, que interpreta Desdêmona), que é a filha do reitor e branca. Iago (Josh Hartnett) é o filho do treinador do time de basquete, que planta sementes da dúvida em Odin em relação ao seu relacionamento com Desi. Iago faz toda a estratégia por inveja do seu “amigo”, e este, por sua vez, acaba caindo na cilada. É um filme muito contemporâneo, mas que retrata com louvor a essência de Otelo. Os diálogos são todos bem escritos, e a declaração de Iago, ao fim do filme, é maravilhosa. Daqueles pra chorar largado e não acreditar no que você está vendo. Vale a pena pela dramaticidade e pela história incrível feita por Shakespeare, e dirigido belamente por Tim Blake Nelson.

E aí, você já assistiu algum desses filmes? Eu amo todos! Shakespeare é tudo de bom, e esses filmes são incríveis. Viu alguma outra adaptação do autor que gostou? Me diga aqui!

Anúncios

4 comentários sobre “5 Adaptações Incríveis de Shakespeare para o Cinema

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s