TAG – Meu Bichinho de Estimação / Meet My Pet

Oi gente!! Hoje o post é um pouquito diferente: vou responder uma tag (sabe? basicamente é responder um monte de pergunta de um determinado assunto, hahaha) que fui indicada pela Gabi Lourenço, do POC Blog. A Gabi é uma fofa e foi ótimo encontrá-la nessa blogosfera de Alá! O blog dela é bem parecido com o meu (de ideias: tem decoração, receitas, viagens!!), então dá uma passadinha por lá para conhecer também! 🙂 A TAG de hoje é de um assunto muito amor e maravilha na minha vida: Meu bichinho de estimação, aka minhas gatas lindas, aka minhas filhas maravilhosas. Já contei pra vocês um pouco da história delas, mas agora vou fazer com as perguntas. Vamos lá?

montagem4gatas

1) Qual é o nome do seu animal de estimação?

Bom, eu tenho duas gatinhas, né? A Penny e a Lane. Quando as adotamos, elas tinham outros nomes: A Penny era chamada de Perséfone e a Lane de Psiquè. São nomes lindos, mas gente, que dificuldade ficar chamando uma gata assim. Pensa: “PER-SÉ-FO-NE, P-SI-QUÈ, pareeeem de subir na mesaaa!” Não dá, né? Dificultava muito, hahaha. Então decidimos mudar para Penny e Lane, e se você é uma pessoa perspicaz, percebeu que esse nome é uma homenagem à música Pennylane, dos Beatles (que eu e o Pedro tanto amamos ♥).

Pennymontagem

Lanemontagem

2) Qual é a espécie e a raça dele (a)?
Elas são duas vira-latas! Lindas e maravilhosas.

3) Qual é a idade?
Não sabemos exatamente a data de nascimento delas, já que ambas foram resgatadas e encaminhadas para adoção, mas sabemos que quando as adotamos (em 29 de junho de 2013), elas tinham 1 aninho, então hoje devem ter 2 anos e meio. São os amores da minha vida!

4) Como você o adquiriu?
Como já contei no post de Adoção de Animais – Como Fazer, adotamos as babies na ONG Natureza Em Forma. Eu nunca fui muito de gostar de gatos, sempre achei que eram traiçoeiros (eita estereótipo maldito), mas quando eu e o Pedro nos mudamos para o apartamento, sentia que faltava algo, um bichinho. Como ficamos pouco em casa (ou ficávamos, já que agora o Pedro faz Home Office), e viajamos frequentemente para o RJ (cidade do Pedro), achamos que um cachorro se sentiria muito sozinho, além de ser mais dependente. Então resolvemos adotar gatos. A ideia inicial era adotar um casal, mas quando chegamos na ONG e ficamos com os gatos, nos apaixonamos pelas, então, Psiquè e Perséfone. Na ocasião tivemos que pagar uma contribuição de R$ 60,00 por animal (já que eram adultos), para auxiliar na manutenção da ONG, além de adquirir acessórios e comida para as gatas: ração, caixa para transporte, comedouro e bebedouro, caixa de areia e areia. Foi uma das melhores decisões das nossas vidas: elas são nossas filhas e enchem nossa casa de alegria (e pêlos).

5) O que ele (a) mais gosta de comer?
As duas comem mais ração (gato não tem essa de ficar xeretando comida de humano), mas a Penny ADORA um pote de iogurte (raspa tudo o que eu deixo na tigela) e leite! Já a Lane é mais quieta, mas de vez em quando aparece com uma barata na boca, um mosquito, e assim vai. Adoro quando isso acontece (ainda mais que não posso brigar com ela, já que é demonstração de amor, né?)

6) O que ele (a) faz que é muito engraçado/fofo?
Gente, gatos são naturalmente fofos e engraçados. A Penny e a Lane são muito engraçadas, mas demoraram um bocado para se darem bem: coisa de uns 3 ou 4 meses. Agora elas se lambem de amor, mas logo que termina a lambida, já rola uma patada de  “sai pra lá”. Elas se caçam o dia todo, adoram brincar com qualquer fio (de cadarço, de fone de ouvido) ou com laser. É demais! Além de ficarem miando e dando cabeçadinhas na gente pra ganharem carinho, né? Sem falar quando eles começam a amassar pãozinho e ronronar na gente (quase chorei a primeira vez que aconteceu comigo hahaha).

7) Como é a sua relação com seu animal de estimação?
De amor, eterno amor! Eu sou daquelas tipo “Felícia”, agarro, aperto, beijo e dou abraço. Elas não gostam muito, mas eu nem ligo, e elas já acostumaram. Hahahaha

8) Situação engraçada que aconteceu entre vocês
Muitas! Conviver com gatos é rir muito em casa. Eles são muito engraçados (como você já deve ter visto nos zilhares de vídeos fofos no YouTube). O mais engraçado é quando, do nada, DO NADA MESMO, elas dão a louca e começam a correr de um lado pro outro em casa, com as pupilas dilatadas. Parecem umas doidas, e eu e o Pedro ficamos nos divertindo em casa. Ou quando a gente está dormindo e elas pulam na nossa cabeça. Essas lindas!

9) Alguns apelidos/ nome que você chama seu animal de estimação.
Vários, eu coloco em prática todo o meu baby talk com elas: A Penny é a Gorda, a Linguini, a Rainha do Alasca e outras coisas. A Lane é a Mendiga, a Princesa do Deserto, a Tchubila. Não me julguem. Por favor. Hahaha

gatasmontagem

É isso, gente! Agora vocês conhecem mais das minhas babies lindas e tudo de bom. Pra você conhecer a cachorrinha da Gabi, a Yana (linda!), é só ver o vídeo no Youtube. E aproveite para segui-la nas Redes Sociais, abaixo:

Fanpage | Canal no YouTube | Blog

Beijos e até mais! 🙂

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s