9 Coisas que você aprende quando sai da casa dos pais

Semana passada fiz um texto falando sobre as 6 coisas que aprendi morando com o namorado e hoje resolvi compartilhar alguma das coisas que você aprende quando sai de casa, seja para morar sozinho, com algum amigo ou com algum companheiro. Quando a gente sai da casa dos nossos pais, a gente percebe que não, muita coisa não vem junto com a casa, que não há manual de instruções e que você vai aprender na marra (muitas vezes errando).

Morar sem os pais é um eterno aprendizado e nos faz pensar “Gente, como a minha vida era fácil e eu não sabia!”. E, de fato, era. Por mais que você ajudasse seus pais pagando uma conta ou outra, nada se compara a ter que se planejar para pagar todas as contas do mês. E não são poucas! Além de muuuuitas outras coisas. Quer ver?

sair-da-casa-dos-pais

1) Os utensílios de cozinha não vem junto com os móveis
Essa eu posso dizer que aprendi na marra. Quando eu e o Pedro nos mudamos, não fizemos chá de cozinha nem nada, então a nossa ida à loja de R$ 1,99 era frequente. Sempre tinha alguma coisa que não tínhamos e muitas delas eram utensílios de cozinha. Lembro a primeira vez que fomos fazer feijão para estrear a panela de pressão. Fizemos o feijão e na hora de experimentar, o Pedro disse: “Amor, pega aí a concha de feijão, por favor“. E eu: “Claro“. Claro nada, cadê a concha? Não tínhamos! Tivemos que pegar na caneca mesmo (rsrs). Então lembre-se: os utensílios que tinham na casa dos seus pais (e tinha de tudo, com uma variedade incrível, né?) não vem junto com a casa, infelizmente. A ideia que a gente tem é que isso é tão comum que a gente tem, mas não tem não. Rsrs

2) Existem técnicas variadas para lavar roupa
As roupas que a sua mãe lavava eram super bem lavadas, cheirosas e sem bolinhas, não eram? As suas, no começo, vão ficar com bolinhas (saudades, mãe rsrs) e você vai lavar tudo errado. Há técnicas para roupas delicadas, brancas, coloridas, escuras. Há enxague longo, rápido enxágue e muitas outras funções. Pois é, não é só jogar a roupa na máquina!

3) O lixo da casa não vai embora sozinho
De novo, a casa dos pais é sempre limpa e cheirosa. Quando você mora sozinho, se você não tirar o lixo do banheiro, da cozinha, das coisas jogadas pelo chão, ninguém o fará para você. E acredite, não há nada pior do que lixo acumulado pela casa, ainda mais se você não mora em apartamento (e pode retirá-lo a todo momento). Se você morar em casa, vai ter que aprender o dia e a hora que o lixeiro passa, e se você esqueceu de descer o lixo.. Ih, já era!

4) Você vai ter que aprender a cozinhar 
Ninguém sobrevive só de congelados, e por isso eu dou graças a Alá por morar com o Pedro! Ele é um mestre cuca de mão cheia e gosta de cozinhar, então eu tô feita! Mas eu entendo a necessidade de saber cozinhar, e juro que estou tentando. É questão de sobrevivência, né? Então aprenda!

5) Se você não manter sua casa limpa, ninguém o fará
Ninguém, a não ser você, poderá manter sua casa arrumada. Por mais que você tenha uma empregada semanal, quinzenal ou mensal, você terá que arrumar sua casa diariamente para ela se tornar habitável. Não vai ter mais mamãe para varrer a casa, para lavar a louça suja na pia depois de uma bebedeira ou para arrumar a casa. Será você e mais ninguém (tirando se você morar com outras pessoas). Aprenda, viver numa casa organizada, limpa e cheirosinha é uma delícia! ❤

6) Quando você ficar doente, não terá sopa da mamãe
Isso é muito triste, gente. Quando eu ficava doente, minha mãe sempre fazia minha sopa preferida (batida de legumes) com um suquinho natural de laranja. Além disso, cuidava de mim, me cobria e me dava remédio. Hoje, não tem mais isso. Se você mora sozinha e ficar com febre, vai ter que se cuidar sozinha. Eu, como moro com o Pedro, temos um ao outro para nos ajudar. Mas é isso: tenha sempre um estoque de medicamentos em casa, não dá para recorrer a ninguém se você ficar mal.

7) Você terá mais contas a pagar do que imaginava
São muitas! Você acha que terá só aluguel, conta de luz, água e internet. Mas nada disso, terá IPTU, terá gás (e se for de botijão, como eu, você ficará várias vezes na mão durante um jantar porque esqueceu que o gás estava acabando e, do nada, acaba), terá estacionamento, condomínio, celular, compras do mês (que são dificílimas de acertar a quantidade, no começo). Muita coisa! Então prepare-se, você verá muitos débitos na sua conta, então o melhor a se fazer é se planejar direitinho e se certificar que essas contas darão no seu orçamento.

8) Mobiliar uma casa é mais caro e mais trabalhoso do que você pensava
Sair da casa dos pais não é lá tão fácil assim, e exige muito planejamento anterior para você fazer uma escolha assertiva. Você terá que guardar uma grana para entrar na casa (mesmo que você case e ganhe muitos presentes), sempre terão muitas coisas a fazer, seja reforma, pintura de parede, carreto, mudança, etc. Mudar gasta dinheiro (e muito). Então se planeje, não faça nada às pressas, assim você não se arrependerá e poderá montar seu cantinho do jeito que você gosta, mesmo que você só tenha itens essenciais.

9) É muito bom!
No começo, quando você sai da casa dos seus pais e vai para uma nova casa, é super estranho. Lembro que eu demorei um pouco para me sentir em casa no novo apartamento, foi estranho não ver minha mãe todos os dias e muito mais estranho ter um lugar que era meu e que não tinha mais volta. Não era brincadeira de casinha, era real. Mas depois que você desenvolve um sentimento de pertencimento pela sua nova casa, é bom demais! É muito bom ter seu próprio cantinho, com as suas regras, seus horários, seus gostos estampados em todos os lugares. É uma delícia e um tratamento de choque para a maturidade. Hoje, vejo que minha relação com os meus pais estão mais maduras, sem aquelas briguinhas diárias que tínhamos, sabe? Eu amo muito. E morar com quem você ama e quer compartilhar uma vida, é melhor ainda.

E você, já saiu da casa dos pais? Me conta como foi! 🙂

Beijo!

Anúncios

6 comentários sobre “9 Coisas que você aprende quando sai da casa dos pais

    • Oi Mari!! Eu também acho, os dias quando estamos doentes são os mais difíceis (e as contas, que não dá pra negar!) Hahaha.. Olha, é preciso um jogo de cintura tremendo pra viver com salário mínimo! 🙂
      Beijão! ❤

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s